PT | EN

2 Anos mais cedo que o esperado Portugal encerra a sua maior central elétrica a carvão

Publicado por: Multicargo em 4/ago/2020 10:55:36

Sendo o terceiro país a nível Europeu a terminar a exploração de carvão para produção de energia elétrica bem como Suécia e Áustria.

Depois de 35 anos a queimar carvão para produzir eletricidade e iluminar o país a central EDP em Sines será totalmente encerrada a janeiro de 2021. A EDP garante que o futuro destas instalações será verde, tal como o hidrogénio livre de emissões poluentes.

Em Sines a central já não queima carvão desde o passado dia 25 de janeiro!

Nasce ainda neste sentido uma parceria de duas grandes empresas a nível nacional a EDP e a GALP que se unem para apresentar ao Governo um projeto H2Sines, num consorcio com a Ren e outras empresas nacionais.

Este projeto tem como objetivo a criação de uma central de produção de hidrogénio verde em Sines. Com um investimento aproximado de 1.5 mil milhões de euros até 2030, visa alcançar a substituição integral de amoníaco fóssil por amoníaco verde.

Em Maio de 2020 segundo a APREN as fontes de energia renováveis contribuíram com 71.6% do total da geração de eletricidade, sendo a principal fonte a energia Hídrica com contributo de 37.86% da energia gerada total.

 Consulte os relatórios 

 

 

Como será a economia após o Covid-19_ (15)-1

Leia também "Porto de Sines

a caminho do

top-10 europeu."

Autor: Multicargo

Tópicos: Noticias Multicargo